Como comparar números da pandemia (doentes, mortos, recuperados)

Essa parece até uma tarefa sem nenhum segredo, é só olhar um número e outro que sabemos qual é o maior.

Será?

Até deveria ser, mas ao observarmos as diversas informações sobre as vítimas da pandemia, observar a discussão gerada a partir dos números de doentes, mortos e recuperados, que percebemos que isso não é tão simples quanto se imagina. Observe a quantidade de informações que temos comparando números totais ignorando completamente a quantidade de habitantes de um país.

Para exemplificar isso com números posso citar San Marino (Europa), com aproximadamente 31.000 habitantes, se você pegar qualquer número absoluto de lá (doentes, mortes ou recuperados) provavelmente será menor que os números, por exemplo, do Brasil em função dos seus aproximados 209,5 milhões de habitantes.

Para entender melhor essa questão, vamos lembrar um principio básico da matemática.

Como saber qual número é maior, 5/10 ou 1/3?

A primeira coisa a fazer nessa simples comparação é coloca-los na mesma base ou com o mesmo denominador (número de baixo), procedendo da seguinte forma:

Encontramos o denominador comum (número de baixo da fração), nesse caso 30, dividimos pelo denominador do número inicial e multiplicamos pelo numerador do número inicial (número de cima da fração) que deixaria os números da seguinte forma: 5/10 se torna 15/30 e 1/3 se torna 10/30.

A partir daí a pergunta vira:

Qual número é maior? 15/30 ou 10/30?

Com os dois na mesma base (30) fica fácil identificar que 15 é maior que 10, desta forma 15/30 ou o inicialmente 5/10 e o maior número.

Porque relembrei essa regra básica da matemática? Simples, estou demonstrando que a matemática, sempre que realiza uma comparação, coloca os números na mesma base e com isso vamos para nossa realidade da pandemia.

Quando queremos comparar qual o maior numero de mortos qual é a base para igualar esses números?

Se estivermos realizando uma comparação entre países, o total de habitantes por país será o numero do denominador ou número base, ficaria na parte de baixo da fração e o total de mortes, número absoluto divulgado, ficaria na parte de cima. A partir disso basta colocar os dois na mesma base/denominador, ajustar o numerador e ai realizar a comparação para saber qual realmente é o maior. Uma outra forma de colocar na mesma base é o que alguns sites estão utilizando de colocar o número por “milhão de habitante” que passa a ser o denominador no exemplo que dei, também se pode usar o percentual que atenderá esse intento.

Colocando os números na mesma base e realmente sabendo onde se tem, por exemplo, lamentavelmente mais mortos por covid-19 você conseguirá identificar quem está te passando realmente uma informação coerente e quem está tentando te manipular trabalhando os números.

Paz e Luz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *